Pesquisar este blog

Carregando...

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

COISAS DO PASSADO...COISAS DO PRESENTE

Estou montando um livro de poemas cujo título é: -Coisas do passado...coisas do presente.
É uma coletânea que fiz, ao longo do tempo, quando tinha quinze anos e comecei a amar uma pessoa muito especial, que mora em outro país, onde moraram os deuses Incas, onde todo o territótrio é sagrado e eu me vivencio sempre em Machu Picchu; deleito-me em assistir filmes e mais filmes, retratando-nos uma coisa quase irreal mas para mim ainda é impossível encarar à fantasia, já que arealidade me dá medo eu subestimo, por ter medo de encarar a verdade face a face. Vejamos o que me reserva o futuro e o meu pensamento qu é tão incauto; nao meço barreiras á distâncias mas, frente àfrente creio que me derreteria como um sorvete e teria um procedimento muito pueril pois, na minha consciência adulta ainda conservo a menina que amou, ama e continua esperando.



COISAS DO PASSADO...COISAS DO PRESENTE

Às vezes me vejo pensando
nas coisas que deixamos no passado;
nas coisas que ficaram esperando...
...no meu amor mal compartilhado...

No meu amor incompreendido,
em nossa relação grande, ilusória,
no abraço não dado, no beijo esquecido
ao longo de to essa trgetória.

Adormeci esse amor, agora no presente,
deixando-o na gaveta a descansar,
olhei para o futuro bravamente,
pois tinha dois filhod para criar.

Anos, meses, horas, minutos a correr,
querendo sempre depressa o encontrar,
mas sei, agora, que nunca vou o ver
e muito memos um beijo vou ganhar.

Afinal descobri, com muita certeza,
e com a precisão que a vida me conferiu,
que apesar de todo sonho ter sua beleza,
nunca terá de volta quem parti!

Partiu, não é bem a pavra exata,
para ser encaixada no meu passado,
você me trocou como uma jóia barata....
E agora estou só...ninguém ao me

E você? O que ainda me esconde?
O que quer me induzir a fazer?
Estamos separados, não sei mais onde...
E eu? Como continuar a viver?




**********************************

SÓ PARA VOCÊ

No meu quarto, da cor roxa;
cama de lençóis macios, lilás,
você, gentil, acaricia minha coxa,
ardorosamente, fantasiado de satanás.

Estirada lânguidamente no escuro,
com meu corpo ardente, desnudo,
vou sentindo-o num sussurro,
a acariciar-me com sua mão de veludo.

Só para você, para você tão somente,
desnudei minha alma, coração...
...E você, febril como uma serpente,
penetra meu corpo com emoção.

Você foi minha doce quimera
e continua sendo minha utopia,
pois sempre fui a sua pantera,
e você só me enche de tanta alegria.

Gemo, prazerosamente retorço
debaixo do seu peito másculo, febril...
...Acabo adormecendo no seu dorso,
com o semblante feliz, muito pueril.

Fantasia ou mesmo pura realidade
você é meu rei, senhor, sonho.
E agora jánão sei o que é verdade...
Tenho seu corpo comigo, suponho.

*******************************

COISAS DA VIDA

Boa noite, muito boa Efrain!
Bom dia,boa tarde Xuquinha!
Você ainda se lembra de mim?
Sua doce e suave princesinha?

Efrain, boa noite...boa nada...
Xuquinha, não é dia nem é tarde.
Você escorregou e me perdeu na estrada,
deixando meu coração a fazer alarde.

Nossa mocidade foi coroada
de muitos sonhos e precisão.
Estou aqui pensando abandonada:
-Por que nascemos com um coração?

Efrain, o amor é belo e se almeja,
querendo muito, sempre o alcançar...
Mas você, Xuquinha...ora veja...
Só soube na vida me fazer sonhar!


*******************************

Nenhum comentário:

Postar um comentário